Sabemos que as pessoas possuem habilidades em diferentes níveis. Algumas são mais dispostas para ação, criativas, outras são muito analíticas e organizadas, mas não são muito comunicativas.

Todos os perfis têm os seus valores. Não existe um jeito certo ou errado de ser, mas as habilidades de cada um precisam ser aproveitadas na função correta e em um ambiente de trabalho propício para alcançar o máximo desempenho.

Daí a importância de um teste de perfil. Ao se conhecer os profissionais para criar times produtivos e eficazes, o gestor garante um melhor desenvolvimento do trabalho e um ambiente mais saudável e eficiente. 

Agora que você sabe a importância, existem diversas formas de ser aplicado o teste de perfil. Geralmente, ele pode ser recolhido via:

  • Questionários individuais;
  • Entrevistas pessoais;
  • Dinâmicas de grupo.

Independente da forma optada, é preciso garantir que o processo seja documentado e mensurado no final.

Empresas especializadas em recrutamento e seleção facilitam a aplicação dos testes comportamentais, disponibilizando de forma automatizada os principais métodos de avaliação de perfil.

Dessa forma, economiza-se tempo e dinheiro, motivando os participantes dos processos a realizá-los.

1- HBDI ou Teste de Dominância Cerebral

Essa teoria de Ned Herrmann pressupõe que o cérebro humano é dividido em quatro quadrantes com características distintas e que uma delas é sempre dominante.

Ele criou esse modelo para ilustrar o processo de pensar e aprender.

As duas metades do cérebro (direita e esquerda) são divididas em uma metade frontal e outra posterior, formando quatro seções no cérebro.

Cada uma dessas seções é caracterizada por diferentes estilos de aprendizagem ou pensamento.

Dependendo de quais quadrantes você se envolver, seus processos de aprendizado e raciocínio podem ser significativamente diferentes.

O que cada um significa?

Quadrante A: Hemisfério cerebral esquerdo – analítico. Os pensadores desse quadrante preferem quantificar, analisar, teorizar e processar logicamente.

Quadrante B: Sistema límbico esquerdo – organizador. Os pensadores do quadrante B preferem organizar, sequenciar, avaliar e praticar.

Quadrante C: Sistema límbico direito – relacional. Os pensadores com esse perfil preferem compartilhar, internalizar e estarem envolvidos.

Quadrante D: Hemisfério cerebral direito – experimental ou imaginativo.

Os pensadores do quadrante D preferem explorar, descobrir, conceituar e sintetizar.

2- Teste de perfil IAC  

O Inventário de Aderência Cultural (IAC) é uma análise comportamental.

Composto por 84 questões, ele visa diagnosticar traços culturais e se o candidato combina com a cultura da empresa, baseando-se em um método que divide em seis dimensões a cultura organizacional. 

As 6 dimensões são:

  • Orientação a resultados vs. processos
  • Orientação a trabalho vs. colaborador
  • Cultura profissional vs. paroquial
  • Sistema fechado vs. aberto 
  • Controle rígido vs. fraco 
  • Cultura pragmática vs. normativa 

As respostas são então comparadas para ver se há aderência do candidato à vaga e organização.

3- Teste DISC

O Inventário de Aderência Cultural (IAC) é uma análise comportamental.

Elaborada em 1920 por Willian Marston, PHD em psicologia de Harvard, a metodologia DISC descreve quatro tipos comportamentais: Dominância, Influência, estabilidade e Conformidade ou Cautela.

A nomenclatura dos perfis identificados a partir do teste pode variar em cada sistema e é preciso estar atento à confiabilidade da empresa e eficácia da avaliação.

O que cada um significa?

DOMINÂNCIA: A pessoa com esse perfil coloca ênfase na realização de resultados com confiança. Vê o cenário como um todo, pode ser contundente, aceita desafios e vai direto ao ponto.

INFLUÊNCIA: Pessoas desse perfil colocam ênfase em influenciar ou persuadir os outros, possuindo abertura para relacionamentos. Mostram entusiasmo, são otimistas e gostam de colaborar.

ESTABILIDADE: Esse tipo de perfil dá ênfase à cooperação, sinceridade e confiabilidade. Não gosta de ser apressado, tem uma abordagem calma e age como suporte às ações da equipe.

CONFORMIDADE OU CAUTELA: Este perfil coloca ênfase na qualidade e precisão, lida com a expertise e competência. Gosta de independência, tem um raciocínio objetivo e é muito detalhista.

4- Teste de perfil STAR

Esse método é uma entrevista por competência que avalia a habilidade do indivíduo em uma situação real.

Sua nomenclatura vem de Situação, Tarefa, Ação e Resultado. 

A ferramenta é excelente para questões comportamentais, especificamente sobre como o candidato lidou com certas situações de trabalho no passado.

Seu uso é particularmente útil para perguntas que normalmente começam com frases como “Fale sobre um momento em que …” e “Compartilhe um exemplo de uma situação em que …”.

O que cada um significa?

Situação: O candidato deve descrever o contexto em que ele realizou um trabalho ou enfrentou um desafio (Por exemplo, um projeto em grupo). Essa situação pode ser uma experiência profissional, voluntariado ou de qualquer outro evento relevante. O candidato deve ser o mais específico possível.

Tarefa: Em seguida, o candidato deve falar sobre sua responsabilidade nessa situação. 

Ação: Ele descreve como concluiu a tarefa ou se esforçou para enfrentar o desafio. 

Resultado: Por fim, ele deve explicar os resultados ou resultados gerados pela ação realizada, abordando o que realizou ou aprendeu.

Quer receber conteúdos exclusivos?















Entre em contato com os nossos consultores e entenda como potencializar os resultados de sua loja.

ENVIAR
close-link
× Como posso ajudar?